Falsos antivírus gratuitos foram uma das principais armas dos crackers para espalhar malware no terceiro trimestre de 2008.


Falsos antivírus gratuitos foram uma das principais armas dos crackers para espalhar malware no terceiro trimestre de 2008.
Conforme um relatório da Panda Security, em comparação com o segundo trimestre, os programas de adware saltaram de 22% para 37,5%, devido à quantidade de falsos programas antivírus. Esses últimos são descritos como “um conjunto de aplicativos que detectam falsamente uma infecção digital e oferecem ao usuário a possibilidade de baixar um software para erradicar a infecção. Após o download da aplicação, o usuário é solicitado a pagar uma taxa de registro para eliminar a infecção”.
A estratégia do falso antivírus está associada ao crescimento de ataques e outros cibercrimes. Afinal, ao instalar um programa de procedência obscura, nunca se sabe o que está sendo trazido para o computador.
Apesar da expansão do adware no período julho-setembro, a categoria mais destacada de programas nocivos continuou sendo a dos cavalos-de-tróia, conforme mostra o gráfico acima. fonte

Postagens mais visitadas